RUMAP Matogrossense promove palestra para líderes juvenis sobre depressão e suicídio (vídeo)

Blog do Arildo

Não foi um treinamento de líderes como outro qualquer. Motivado pela repercussão da série da Netflix 13 Reasons Why e o fatídico Jogo da Baleia Azul, o Ministério Jovem das igrejas Adventista da Promessa na Convenção Regional Matogrossense (RUMAP MT) promoveu um encontro com líderes juvenis locais e a psicanalista Teresinha Pirôpo, no último domingo, 30 de abril, na IAP em Cuiabá (CPA).

Teresinha, que é também membro da igreja Batista e esposa de pastor, esclareceu as principais causas da depressão e tentativas de suicídio ocorridas mais intensamente entre os jovens em anos recentes. Além de oferecer dados científicos, a psicanalista abordou sobre as raízes dos principais distúrbios psicológicos baseada na cosmovisão cristã, a partir do livro de Gênesis.

Ao término da palestra, o diácono Edson Reis, líder regional, falou emocionado sobre o despertamento recebido da parte do Espírito Santo através da irmã Teresinha para todas as lideranças ali presentes, não somente as juvenis, porque havia também no…

Ver o post original 79 mais palavras

CONTRASTE| 13 REASONS WHY E A BÍBLIA SAGRADA

Em-Pauta-13-Reasons-Why-2

“13 Reasons Why” é uma série da Netflix baseada no Best-seller “Os 13 Porquês” de Jay Asher, que aborda temas importantes como bullying e suicídio. Desde sua estreia, é um dos assuntos mais comentados pela mídia e redes sociais. Alguns críticos se posicionam a favor, outros contra.

Não há de se duvidar que a maior contribuição favorável da série foi levantar os temas em questão. Falar sobre bullying, depressão e principalmente suicídio (tema central da série) ainda é um tabu. Devido à seriedade e falta de conhecimento, evitamos falar sobre.

Porém, mesmo reconhecendo a importância, a ficção abordou o assunto de forma correta? Creio que não.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou uma lista de recomendações para meios de mídia falarem e retratarem casos de suicídio. Dentre as principais recomendações, temos:

1) Evitar romantizar o ato do suicídio;

2) Evitar retratar o suicídio como uma resposta aceitável às dificuldades;

3) Evitar incluir o método, local ou detalhes da pessoa que faleceu.

Podemos observar que a série não respeitou nenhuma dessas principais recomendações, ao contrário, nos deu um tutorial de como tirar a própria vida.

Continuar lendo “CONTRASTE| 13 REASONS WHY E A BÍBLIA SAGRADA”

E quando a igreja me decepciona?

maxresdefault

Desistir da igreja é desistir do outro

Começo esse texto um pouco atrasado. Já tem alguns dias que quero escrever sobre isso. Há um certo tempo, algumas pessoas tem me procurado com a mesma inquietação. Ao conversar com muitos, tenho percebido bastante gente que se encontra em uma espécie de crise de identidade cristã. Alguns chateados com suas igrejas e outros chateados com seus irmãos.

Para alguns, as queixas sempre circundam em relação a falta de afetividade entre irmãos da comunidade que participam, outros notam que seus pastores tem adotado uma mensagem estranha ao evangélico focada mais na prosperidade material, outros ainda tem tido uma tremenda sensação de incapacidade em relação a pressão imposta para atingir a perfeição moral, alguns enfrentam o peso de ter que sempre agradar um ou outro para ser aceito, tem de esconder o cansaço em relação a líderes exigentes, apresentam uma preocupação com a inadequação comunitária, sentem-se isolados dos grupos de expressividade dentro da igreja, e o mais comum é que muitos possuem uma insatisfação com o mal comportamento de alguns  irmãos, ou seja, gente que é machucada por causa de outros.

Alguns até dizem que pensam em se desligar de suas comunidades mas temem não encontrar um novo circulo de amigos, temem se sentir abandonados, outros não admitem, mas não querem perder seus prestígios titulares e seus cargos, outros não aturam mais tanto engano, mas simplesmente se veem com as mãos atadas diante desse sentimento. Tomar uma decisão envolve muita coisa, muita gente, e nem sempre sabemos por onde andar.

Sair ou ficar?

Antes de tomar qualquer decisão, precisamos lembrar que uma igreja não pode ser julgada apenas por causa do comportamento de alguns ou de determinado pastor e líder. É comum querermos botar a culpa do nosso desapontamento pessoal no erro do outro. Lembremo-nos de que Jesus jamais disse que deveríamos procurar relações para sermos amados, mas nos mandou amar e perdoar ativamente, inclusive os que nos chateiam. Amar quem nos ama é fácil, mas amar na dificuldade é um milagre de Deus.

Continuar lendo “E quando a igreja me decepciona?”